Se você chegou aqui é porque você deseja ter orquídeas lindas, saudáveis e floridas. Para isso, decidiu aprender mais sobre os tipos de adubos para orquídeas, não é mesmo?

Pois é! Tenha calma, rs! Nesse artigo eu quero falar com você sobre a importância da adubação. Muitas pessoas até conseguem colocar sua orquídea em um suporte adequado…

Porém, acabam pecando na adubação e este erro pode ser pelo excesso ou pela deficiência de nutrientes.

  • O excesso de adubos pode provocar intoxicação à sua orquídea;
  • E a falta ou deficiência faz com que a sua planta não receba os nutrientes em quantidades adequadas e suficientes para crescer e se desenvolver.

Bom, não sei se você percebeu…  Quando eu falei em adubos eu os chamei de nutrientes também. Sabe por quê?

Porque é a mesma coisa! Muitos cultivadores pensam que ao adubar sua orquídea, estão a alimentando.

No entanto, isso não é verdade. Assim como todas as plantas, as orquídeas se alimentam ao realizar fotossíntese.

Fotossíntese é um processo bioquímico, pelo qual a planta obtém seu alimento através da absorção da luz do sol.

A planta converte a energia luminosa do sol em energia química e assim produz açúcares, produz seu alimento.

Então, pra que serve a adubação? Adubos são nutrientes minerais essenciais que as plantas precisam para crescer e desenvolver seus tecidos vegetais.

  • E as orquídeas conseguem esses adubos de forma orgânica ou de forma inorgânica. Por isso existem os famosos adubos orgânicos e inorgânicos.

Eu falo sobre eles daqui a pouco aqui no artigo. Fique comigo até o final porque tem muita informação importante sobre adubos para orquídeas! Vem comigo!👍

Adubos para Orquídeas: 3 principais tipos de orquídeas

Adubos para orquídeas

Muitos cultivadores simplesmente pensam em adubar suas orquídeas ou com adubos orgânicos ou inorgânicos.

Ambos podendo ser encontrados já prontos em lojas de jardinagem. Para compreender melhor como aplicar e a quantidade certa de adubos para orquídeas, você precisa ir além.

É necessário que você compreenda a importância dos adubos para as orquídeas e como essas plantas obtêm esses nutrientes na natureza.

Saber cultivar sua orquídea é mais do que aplicar adubos, regar… é mais do que cumprir etapas.

  • É observar…
  • É compreender o comportamento da sua plantinha…
  • E também é saber como essas orquídeas se comportam na natureza.

Isso pode ser determinante quando a sua amada orquídea apresenta alguma mudança visível, como flores murchas, manchas nas folhas etc.

Então conheça a sua orquídea! Para isso, preste atenção numa coisa!

Para você aprender a cuidar corretamente da sua orquídea, saber qual o substrato usar ou o tipo de adubo

Você precisa sempre lembrar o local natural que as orquídeas gostam de viver.

Geralmente as orquídeas são encontradas no interior de florestas densas, florestas tropicais ou temperadas.

  • Existem orquídeas que vivem em árvores (as epífitas);
  • Tem as que vivem sobre pedras ou fendas rochosas (as litófitas)
  • E tem as terrestres…

Então esses são os 3 tipos principais de orquídeas no que diz respeito ao hábito de vida dessas plantas.

Adubos para Orquídeas na natureza

Adubos para orquídeas

As orquídeas epífitas vivem sobre árvores, ancorando suas raízes em bifurcações de galhos. E Isso é excelente!

Porque é nas bifurcações de galhos que tem um acúmulo de material orgânico.

  • Folhas mortas que caem das árvores;
  • E também restos de matéria animal em decomposição, como cascas de ovos e restos de insetos…

Todo esse acúmulo de material orgânico em decomposição nessas bifurcações de galhos fornece nutrientes para essas orquídeas epífitas

Então é desse jeito que as orquídeas que vivem sobre árvores (como Phaleanopsis, Vanda, Oncidium, Cattleya) são adubadas de forma natural… legal saber disso, não é?!

Então do mesmo jeito que as orquídeas epífitas retiram nutrientes da matéria orgânica acumulada nas bifurcações dos galhos.

As orquídeas litófitas (como algumas espécies de sophronitis) que vivem sobre rochas ou sobre fendas rochosas retiram seus adubos nessas fendas entre rochas, onde o material orgânico em decomposição fica acumulado.

Já as orquídeas terrestres, como a Cymbidium, vivem no chão das florestas, sobre uma camada rica em material orgânico em decomposição.

Essa camada é chamada de serapilheira, nessa camada são encontrados:

  • Restos de folhas mortas que caem das árvores;
  • restos de insetos;
  • E cascas de ovos…

Então essa camada mais superficial, a serapilheira, que forma o chão das florestas fornece adubos naturais para essas orquídeas terrestres.

Como Adubar Orquídeas dentro de Casa

Adubos para orquídeas

Agora, eu pergunto! Como adubar orquídeas dentro de casa? Quando a gente cultiva orquídeas em casa, a gente passa a fornecer condições artificiais para elas.

Então como a gente faz para oferecer uma excelente adubação, uma adubação perfeita que essas lindas plantas normalmente conseguem no meio ambiente?

A gente consegue oferecer uma adubação perfeita de duas formas, através de:

  • adubos orgânicos;
  • adubos inorgânicos.

Tanto os adubos orgânicos quanto os inorgânicos podem ser comprados no mercado. Porém, a adubação orgânica pode ser feita em casa.

Aqui eu separei um vídeo muito bom da Terezinha Kunz, mostrando como fazer adubo caseiro para sua orquídea:

Eu vou te mostrar alguns tipos de adubos caseiros para orquídeas, adubos orgânicos que você pode preparar em casa facilmente.

E também vou te mostrar os 3 principais tipos de adubos inorgânicos e a importância deles para a saúde da sua orquídea. Vem comigo!✋

Adubos para Orquídeas: importância e tipos

Adubos para orquídeas

Como disse anteriormente neste artigo, os adubos são nutrientes que ajudam a orquídea a crescer saudável e desenvolver flores exuberantes.

Os adubos para orquídeas podem ser orgânicos ou inorgânicos. Agora eu vou falar um pouco sobre eles para você. Então anote tudo direitinho!

Adubos inorgânicos

Os adubos inorgânicos são encontrados facilmente em lojas de jardinagem e são o famoso NPK.

Geralmente esses fertilizantes inorgânicos vêm em concentrações específicas, podendo ser:

  • NPK 30-10-10;
  • NPK 20-20-20.

A sigla NPK significa Nitrogênio, Fósforo e Potássio. No entanto, aposto que você não sabe a importância ou efeito de que cada um desses elementos na sua orquídea, ou sabe?

Caso não saiba eu vou te mostrar rapidamente:

  • Nitrogênio (N): o nitrogênio é para desenvolver as raízes da sua orquídea. Orquídeas com deficiência de nitrogênio (N) pode crescer de forma raquítica, com aspecto frágil e doente, podendo apresentar uma floração medíocre.
  • Fósforo (P): o fósforo é um elemento importante para a orquídea desenvolver raízes, flores e sementes. A Falta de fósforo é percebida pelo surgimento de uma cor azul esverdeada escuro nas folhas, e também, pelo aparecimento folhas necrosadas e um tamanho reduzido da planta.
  • Potássio (K): é um elemento essencial para o crescimento das raízes e para a manutenção dos tecidos vegetais da sua orquídea. Dessa forma, a sua orquídea vai crescer saudável e exibir uma floração exuberante!

Adubos orgânicos

Os adubos orgânicos geralmente podem ser preparados em casa, são os famosos adubos caseiros:

Separei aqui uma lista com 6 adubos caseiros que podem ser preparados facilmente:

1 – Chorume: É um líquido originado da decomposição (biológica, química e física) de resíduos orgânicos.

Você pode produzir Chorume através da compostagem que pode ser feita em casa.

Compostagem é um sistema de reciclagem dos resíduos orgânicos onde minhocas e microrganismos transformam restos de alimentos em adubo de excelente qualidade.

Você deve coletar o líquido escuro acumulado no fundo da composteira e aplicá-lo diretamente no solo ou substrato de suas plantas.

2 – Água de Feijão: A água na qual o feijão fica em repouso de molho, antes do cozimento é uma poderosa solução enraizadora e fertilizante.

3 – Café: Você deve ferver o um pouco do pó de café em 1 litro de água.

Espere esfriar e pronto! Você tem mais um potente fertilizante (enraizador) para suas orquídeas!

4 – Canela: Você deve dicionar três colheres de sopa de canela em pó em um litro d’água.

Deixe a solução repousar durante e noite e filtre para eliminar a parte sólida da mistura.

Pronto! Você tem mais um excelente enraizador caseiro para suas orquídeas!

5 – Sementes de Soja (ou Trigo): Deixe as sementes em água de molho em temperatura ambiente por algumas horas.

Triture as sementes e coe a solução. Pronto! Você tem mais um enraizador potente para aplicar em sua orquídea!

6 – Lentilhas: Deixe as lentilhas em repouso na água filtrada por algum tempo, até que você note que algumas começaram a germinar. Bata a água e as lentilhas e filtre para eliminar a parte sólida. Pronto! Você Tem mais um enraizador poderoso!

Conclusão

Espero que você tenha gostado do nosso artigo sobre adubos para orquídeas. Se você aplicar as dicas que você viu aqui… certamente você terá orquídeas mais saudáveis.

Agora você sabe quais são os principais tipos de adubos para orquídeas, adubos orgânicos e inorgânicos que podem ser encontrados em qualquer loja de jardinagem.

Porém, os adubos orgânicos podem ser preparados facilmente em casa como eu te mostrei aqui.

Quero aproveitar para te convidar a Seguir o Instagram do Manual de Orquídea, para isso Clique Aqui.

Se esse artigo ajudou você… Você pode compartilhar ele nas suas Redes Sociais.

É só Clicar nos Botões Aqui Abaixo.👇

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!