Cuidados com cães idosos: Dicas para ajudar seu doce velhinho

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Todos os donos de cães idosos pensam da mesma forma, que eles deveriam viver para sempre ao nosso lado. Porém, infelizmente isso não é uma realidade e nada mais justo que garantir uma vida de qualidade para quem só demonstra bondade, amor e carinho. 

Por esse motivo vamos passar quais são os cuidados especiais para seu cãozinho idoso. Da mesma forma que os seres humanos, os cachorrinhos com maior idade perdem mobilidade, não conseguindo controlar as necessidades ou andar, por exemplo. Porém, não é fácil saber como lidar com essas exigências especiais.

Se você está com dúvida sobre os cuidados especiais com cães idosos, não deixe de ler nosso conteúdo!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Foto: Reprodução

 Preste atenção na alimentação de seus cães idosos

O cuidado mais importante para com cachorro idoso é uma dieta totalmente equilibrada e preparada justamente para suas necessidades. Assim como existem rações diferentes para filhotes ou castrados, isso acontece quando ele está na sua terceira idade também.

Por isso, a composição da ração para cães idosos tem vitaminas e outros minerais essenciais, justamente para essa fase da vida, suprindo as necessidades corporais do animal e mantendo-o saudável.

Além disso, a digestão e a absorção dos nutrientes do animalzinho tornam-se mais lentas com a idade avançada. Sendo assim,  é necessário acrescentar algumas vitaminas e suplementos à dieta do seu pet. Porém, essa decisão deve ser tomada somente com a indicação do seu veterinário.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Portanto, as vitaminas só são indicadas quando a ração não for suficiente para prover os nutrientes que o cãozinho necessita. O cálcio, por exemplo, para cachorro idoso é um suplemento muito popular entre os pets de idade avançada.

Foto: Reprodução

Estimule-os a fazer exercícios físicos

Aliás, exercícios físicos é outro cuidado para seu bichinho. Como eles estão sempre cansados ou querendo dormir mais que o normal nessa fase, às vezes, os tutores se esquecem de estimulá-los a se movimentar, brincando.

Se o seu cachorro gostar muito de brincar com bola, fique algum tempo jogando-a para ele pegar. Caso ele goste de pano e  brincar de puxar, chame-o e o estimule a brincadeira.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

A obesidade canina é mais comum quando o cachorrinho está na terceira idade.  Por esse motivo, não deixe os exercícios e brincadeiras de fora da sua lista de cuidados especiais.

Atenção à higiene de seus cães idosos

 Mesmo que o pet não tenha muita disposição ou não queira , o banho é primordial para garantir uma ótima qualidade de vida para ele.

Além disso, os dentes começam a cair e nessa fase, se tiverem com tártaro, a dor pode ser ainda maior, então mantenha uma boa escovação dos dentes. Aliás, a limpeza da orelha também deve estar em dia, evitando a otite ou outras doenças auditivas.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Por esse motivo, lembre-se de fazer a limpeza pelo menos uma vez na semana com um algodão e produtos indicados pelo veterinário, sempre respeitando o tempo do seu amigo de quatro patas.

Foto: Reprodução

Acessórios para facilitar o seu dia a dia

Existem alguns acessórios feitos para cães idosos para facilitar o dia a dia do tutor, principalmente para aqueles possuem algum tipo de problema de locomoção, como:

meia antiderrapante;

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

tapete antiderrapante;

fralda.

Aliás, não deixe de levar seu cãozinho ao seu veterinário de confiança em caso de dúvida ou queira alguma indicação para problemas específicos Ele poderá te ajudar com recomendações para as necessidades do seu pet.

Leve seu idoso canino com mais frequência ao veterinário

A necessidade do acompanhamento veterinário é ainda mais importante nessa fase da vida. Aliás, essa visita deverá ser  realizada a cada seis meses para que o profissional consiga acompanhar as mudanças que seu pet apresente.

Além disso, exames de rotina devem ser solicitados para entender melhor a saúde do seu amiguinho. Dessa maneira, caso algo esteja fora do normal, o profissional irá identificar nos primeiros estágios e já poderá iniciar o tratamento.

Foto: Reprodução

Respeite as necessidades de seus cães idosos

O respeito ao espaço e ao tempo do seu amiguinho da terceira idade é primordial. Já que é normal não ter o mesmo ritmo de quando era um filhotinho.  Porém, tenha certeza que ele irá te chamar para participar da brincadeira quando tiver disposição para isso.

Portanto, essas foram nossas dicas para tornar a vida de seus cães idosos cheia de qualidade e saúde. Esperamos que tenham gostado!

Leiam também: Cinomose canina: Perigos e prevenção

Deyvid Manhães é estudante de Sistemas de Informação, formado como técnico em eletrotécnica, apaixonado por tecnologia, pet, entusiasta de culinária e agora redator do Manual de Orquídea. Email: deyvidmanhaes2@gmail.com