Como Salvar Orquídea no Carvão passo a passo

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Se você deseja aprender uma forma de recuperar a sua orquídea, neste artigo você vai descobrir como salvar orquídea no carvão passo a passo.

Além do mais, é importante destacar que essas plantas são fáceis de cultivar, embora muitas pessoas pensem ao contrário.

Com isso, embora pareçam frágeis, as orquídeas precisam, na verdade, de alguns cuidados básicos para que se desenvolvam de forma saudável.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

E normalmente quando esses cuidados básicos não são oferecidos, essas plantas acabam adoecendo rapidamente, frustrando os cultivadores.

Por isso, neste artigo do Manual de Orquídea, você vai aprender como salvar a orquídea no carvão e também vai descobrir algumas dicas de cultivo fáceis.

Por que as orquídeas ficam doentes?

Foto: Reprodução

Como dito anteriormente, se as condições ideais de cultivo não são oferecidas para as orquídeas, elas vão adoecer facilmente.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

E geralmente, um erro bastante comum é regar em excesso  esse tipo de planta.

Isso porque as orquídeas não toleram um substrato muito úmido, assim é necessário ou “acertar a mão” na rega ou, por exemplo, utilizar um vaso de barro que ajuda a deixar o substrato um pouco mais seco.

Além disso, um outro tipo de atitude errada que acaba deixando as orquídeas doentes, é deixar as orquídeas em um local com muita luz solar.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Dessa maneira, o mais recomendado é cultivar orquídea em um ambiente com meia-sombra, já que essas plantas não toleram o sol pleno.

Assim, o excesso de rega e de luz são os dois erros mais comuns que acabam deixando as orquídeas doentes.

Desse jeito, veja agora como salvar orquídea com carvão caso a sua planta esteja doente por alguma dessas razões.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Como salvar orquídea no carvão

Foto: Reprodução

Com isso, se você tem uma orquídea doente, provavelmente ela pode estar infestada por algum fungo ou bactéria, Que são pragas microscópicas.

Dessa maneira, você vai precisar retirar a planta do vaso ou local onde ela ficou doente e transferi-la para um outro lugar, que pode ser um outro vaso.

Cabe ressaltar, que esse outro vaso que vai receber a orquídea precisa estar limpo.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Em seguida, Você vai precisar com uma tesoura de jardinagem esterilizada cortar folhas ou o excesso de raízes secas  e danificadas da sua orquídea.

Depois, é importante você aplicar própolis ou canela em pó  nas regiões dos cortes  para evitar uma infecção por algum microrganismo.

Logo após, você vai forrar inicialmente o fundo do vaso com um pouco de carvão vegetal (pode ser o mesmo carvão que você utiliza para fazer churrasco), em seguida acomode a orquídea debilitada.

Posteriormente,  acaba de preencher o vaso com carvão de modo que a orquídea fique bem firme e confortável.

Vale destacar,  que o carvão é um agente bactericida e fungicida.

Dessa maneira, agora em um local seco e limpo a orquídea vai tentar se recuperar nesse tipo de substrato com propriedades restauradoras. 

Dicas de cultivo para não deixar a orquídea adoecer

Como dizem os sábios, é melhor prevenir do que remediar dessa maneira, veja agora algumas dicas de como cuidar de orquídeas corretamente  para que essa planta cresça saudável e não adoeça.

Orquídea gosta de sol ou sombra

A primeira dica é sobre a quantidade de luz ideal para sua orquídea.

Assim, saiba que as orquídeas preferem uma condição de meia-sombra ou claridade e nunca uma iluminação direta.

Substratos para orquídeas

Além do mais, foi substratos mais recomendados são:

  • Casca de pinus;
  • Casca de coco;
  • Carvão vegetal;
  • Argila expandida;
  • Pedra brita;
  • Musgo esfagno.

Adubos para orquídeas

Ainda, você pode utilizar adubos orgânicos ou inorgânicos para fertilizar a sua orquídea.

Dessa maneira, ao preferir adubos orgânicos, você pode utilizar bokashi, torta de mamona ou farinha de ossos.

No entanto, caso você prefira adubos inorgânicos, você deve utilizar uma formulação específica de NPK para orquídeas, que você pode encontrar em qualquer casa de jardinagem.

Como regar orquídeas

Além do mais, uma grande dúvida dos cultivadores é na hora de molhar a orquídea, onde muitas pessoas acabam errando  na quantidade.

Por outro lado, outros cultivadores também não sabem o momento certo de molhar a orquídea.

Com isso, saiba que as orquídeas gostam e precisam ser molhadas desde que você garanta uma boa drenagem ao realizar pequenos furos no fundo do vaso.

E para saber se chegou o momento certo de regar a sua orquídea, basta verificar se o substrato está seco ou não com o “teste do dedo”.

Leia mais: Veja qual o melhor substrato para orquídeas: 7 tipos e função de cada

Leandro Sinis é biólogo formado pela UFRJ, divulgador científico e agora faz parte da equipe do Blog Manual de Orquídea. Email: leandrocarsi89@gmail.com