Como salvar orquídeas que estão morrendo? É a pergunta que cultivadores iniciantes se fazem ao perceber suas plantinhas doentes!

Não tem sensação pior do que ver sua orquídea com folhas murchas, com manchas e as raízes apodrecidas, não é mesmo?

Há muitas razões para suas orquídeas adoecerem, uma delas é o mais comum entre cultivadores iniciantes: o erro no cultivo.

O cultivo envolve saber:

  • As condições ambientais ideais para sua orquídea;
  • Substratos;
  • Adubos;
  • Quando e com que frequência regar;
  • Etc.

Além disso, sua orquídea pode ficar doente por devido a ação de fungos, bactérias e até vírus.

Fique tranquila (o) que neste artigo eu vou te mostrar como salvar suas orquídeas que estão morrendo com 3 dicas incríveis e que funcionam de verdade!

Dica 1: Como Salvar Orquídeas que Estão Morrendo: Dicas gerais de Cultivo

como salvar orquídeas que estão morrendo

Aqui no Manual de Orquídea eu costumo dizer que é sempre “melhor prevenir do que remediar” quando o assunto é cuidar de orquídeas.

E isso é a mais pura verdade! Antes de sofrer com a sua orquídea doente, você precisa se certificar se está cuidando bem dela…

Isso pode acontecer porque cuidar de orquídeas não é uma tarefa fácil.

E às vezes, mesmo com o maior amor do mundo, acabamos pecando por esse excesso de cuidado.

Por exemplo, um dos erros mais comuns cometidos por cultivadores de orquídeas iniciantes é com a Rega.

No início cometemos esse erro por excesso de amor e pensamos que é bom regar com muita frequência, atitude essa, que faz apodrecer as raízes das orquídeas…

Consequência? Elas adoecem por doenças fúngicas ou bacterianas.

Por isso eu resolvi fazer esse alerta e vou te mostrar 5 dicas de cultivo importantes que podem prevenir doenças em orquídeas! Vem comigo!

1. Como salvar orquídeas que estão morrendo quando as Folhas estão Murchas [Veja o que fazer]

Quem já não comprou uma orquídea linda, uma Phalaenopsis, por exemplo, a nossa amada e famosa orquídea Borboleta…

E quando se deu conta, reparou que ela estava com folhas murchas? Isso infelizmente é bastante comum.

Porém, isso nem sempre significa que sua orquídea está doente, então, como salvar a orquídea nesse caso?

É simples! Provavelmente sua orquídea está num local abafado! Isso mesmo!

Ao ficar exposta a uma temperatura alta e num local sem ventilação sua orquídea pode se desidratar facilmente e a consequência disso?

Ela vai ficar com folhas murchas ou enrugadas!

Viu como pode ser fácil salvar sua orquídea nesse caso?!

Leia Mais: Orquídea Borboleta: Fotos e Como Cultivar [10 Dicas Práticas]

2. Vaso grande ou vaso pequeno?

Muitos cultivadores iniciantes querem saber o local correto para cultivar orquídeas.

Isso depende e geralmente é um outro fator que pode afetar a saúde de suas orquídeas e até deixá-las doentes!

Orquídeas epífitas, como aquelas que na natureza gostam de viver sobre árvores, preferem ser cultivadas sobre cachepots, tronco ou tocos.

Falando em orquídeas epífitas, temos um artigo sobre o assunto aqui no Manual de Orquídea, vou deixar aqui abaixo para você ler!

Leia Mais: Orquídeas Epífitas: Espécies e Dicas de Cultivo [Guia Completo]

Veja bem, muitas pessoas gostam ou preferem cultivar suas orquídeas em vasos.

Dessa forma, existem vários tipos de vasos, que você pode usar para cultivar sua orquídea como:

  • Vasos de barro,
  • Vasos de plástico;
  • Cachepots;
  • Vasos de fibra de coco;
  • Xaxim de Palmeira;
  • Etc.

Independente do tipo de vaso os cultivadores iniciantes geralmente cometem um grande erro que acaba comprometendo a saúde da orquídea: Usam vaso muito grande para a orquídea.

Quando se trata de orquídeas, “Menos é mais” ou “Menos é melhor”!

Isso porque as orquídeas precisam ficar bem firmes e em um local “aconchegante” para que possam desenvolver raízes fortes e saudáveis.

Isso não significa que você vai colocar sua orquídea em um vaso minúsculo, no entanto que dizer que você precisa colocar sua orquídea em um vaso não tão grande.

De modo que sua orquídea fica bem segura e firme!

3. Cortar ou não a haste floral que está sem flores?

Uma dúvida muito comum, costuma ser se é bom ou não cortar a haste floral da orquídea que já está sem flores.

Muitos ficam preocupados, achando que pode causar algum problema a planta.

No entanto, após a floração, é importante retirar a haste floral porque isso impede que a orquídea gaste energia de forma desnecessária.

Portanto, isso também uma ação fundamental para a manutenção da saúde da sua planta.

Esterilize sempre sua tesoura de poda e aplique canela em pó no local aberto da sua orquídea para que cicatrize corretamente.

4. Quando e com que frequência devo regar minha orquídea?

Como falei anteriormente, os cultivadores iniciantes costumam errar quando o assunto é a rega.

Isso porque devido ao excesso de carinho, talvez, acabam por encharcar o substrato da orquídea.

Substrato encharcado pode levar a terríveis consequências para suas orquídeas como o surgimento de doenças causadas por fungos e bactérias, como a podridão negra, por exemplo.

Então muitas vezes para descobrir como salvar orquídeas que estão morrendo, simplesmente significa regar menos sua orquídea!

Sim, em muitas ocasiões na vida Menos é Mais! Orquídeas são plantas bem sensíveis e tudo que você fizer precisa ser estrategicamente bem pensado!

Mas Leandro, quando e com que frequência devo regar minha orquídea? A resposta é: sempre que o substrato estiver seco ou quase seco!

como salvar orquídeas que estão morrendo

Para isso você deve fazer o teste do dedo, do palito ou do lápis.

Enfie o dedo no substrato, cerca de 2cm e veja se o substrato está úmido, se não estiver, então chegou a hora de regar!

Você também pode memorizar o peso do vaso quando você acaba de regar sua orquídea.

Dessa forma, você saberá a hora de regar só de segurar o vaso de sua orquídea, pela diferença de peso.

Isso porque, é claro, o vaso ficará mais leve quando sua planta estiver precisando ser regada!

Já o teste do palito ou do lápis é bem parecido. Nesse caso, você insere o palito ou lápis no substrato e se o objeto voltar com a ponta mais escura, isso significa que o substrato ainda se encontra úmido e não é o momento de regar.

Caso contrário, se voltar mais claro, chegou o momento de molhar sua orquídea.

A rega deve ser com cuidado! Molhe um pouco as folhas e deixe escorrer pelo substrato, porém não o encharque!

5. Como salvar orquídeas que estão morrendo com uma Adubação perfeita

A adubação é essencial para as orquídeas e para qualquer outra planta. As plantas se alimentam através da fotossíntese.

A fotossíntese é uma reação química por meio da qual as orquídeas e outras plantas obtêm energia do sol e a transforma em alimento, glicose, basicamente.

No entanto, para as orquídeas e outras plantas possam ter “forças” para realizar a fotossíntese elas precisam de certos nutrientes, ou seja, adubos.

Os adubos podem ser químicos ou orgânicos, caseiros ou podem ser comprados prontos.

A adubação precisa ser feita com cuidado e levando em consideração as necessidades da sua orquídea…

Necessidades essas que podem ser identificadas ao analisar os fatores ambientais, tais como:

  • Temperatura;
  • Ventilação;
  • Umidade;
  • Iluminação;
  • Etc.

Outras condições que influenciam a quantidade e frequência de adubo é a fase do ciclo de vida da sua orquídea.

Se ela é jovem, ou seja, muda, se é adulta ou está em floração.

Para você saber direitinho sobre tudo isso, eu separei aqui um artigo bem legal da Nô Figueiredo, falando sobre como adubar orquídeas. Veja Aqui.

Sem dúvida alguma, se informar sobre adubos e saber com que frequência que se deve adubar sua orquídea…

É um conhecimento muito útil que pode fazer você descobrir como salvar orquídeas que estão morrendo.

Dica 2: Cultive sua Orquídea com Xaxim de Palmeira

como salvar orquídeas que estão morrendo
Foto: Nô Figueiredo

A segunda dica para saber como salvar orquídeas que estão morrendo é usar um suporte ideal para sua orquídea se desenvolver, como o Xaxim de palmeira.

Isso porque a maioria das orquídeas na natureza vivem sobre material vegetal. As orquídeas epífitas como a orquídea Cattleya, por exemplo, vivem sobre árvores.

Nós temos um artigo sobre essa orquídea aqui no Manual de Orquídea. Veja Aqui. 👇

Leia Mais: Como cuidar de Orquídea Cattleya: (7 Estratégias)

Já a Orquídea Sapatinho é uma orquídea terrestre, porém ela também gosta de material vegetal, ou seja, ela não é “plantada” na terra!

Na natureza, ela se desenvolve na serapilheira, um material feito de restos de insetos e folhas de árvores em decomposição, um meio bem nutritivo que forma o chão das florestas.

Então toda orquídea gosta de viver sobre um meio de origem vegetal, ou seja, feito de casca de árvores!

É por isso que o Xaxim é um ótimo substrato ou suporte para cultivar orquídeas.

Porém, o tradicional Xaxim está proibido de ser usado e praticamente não é comercializado nas lojas de jardinagem.

Esse Xaxim foi proibido porque ele é derivado de samambaias da espécie, Dicksonia sellowiana, que estão quase extintas devido à grande extração comercial irregular.

Com isso, algumas alternativas surgiram, como cachepots ou vasos feitos de fibra de coco.

Porém, existe sim um Xaxim bem interessante e que as orquídeas gostam e que pode ser encontrado, o Xaxim de Palmeira.

Esse material é ótimo para orquídeas porque estimula um grande enraizamento dessas plantas que crescem e florescem saudáveis.

Além disso, esse material é ótimo porque absorve água, mantendo o substrato úmido na condição ideal para as orquídeas.

Desse jeito, não é necessário regar com tanta frequência, já que esse substrato retém água de maneira muito eficiente.

Com isso, uma estratégia maravilhosa para saber como salvar orquídeas que estão morrendo é transplantar orquídeas que estão em estado crítico para vasos de Xaxim de Palmeira.

Ao fazer isso, você deve limpar bem as raízes de suas orquídeas, retirando bem restos do antigo substrato que estiver agarrado.

Além disso, você pode adicionar casca de pinus e carvão vegetal.

Para isso basta posicionar a orquídea no centro do vaso, e adicionar os outros substratos ao redor.

Dica 3: Como Salvar Orquídeas que Estão Morrendo com UTI para orquídeas

como salvar orquídeas que estão morrendo

Uma terceira estratégia para salvar orquídeas é a UTI para orquídeas!

Essa técnica funciona muito bem para orquídeas que estão bem doentes e que estão com as seguintes características aparentes:

  • Flores murchas;
  • Folhas com manchas e enrugadas;
  • Raízes secas e apodrecidas.

Se você deseja saber como salvar orquídeas que estão morrendo, saiba que a UTI para orquídeas é capaz de recuperar 70% de orquídeas doentes.

Isso quer dizer, que a cada 10 orquídeas doentes que vão para UTI de orquídeas, 7 se recuperam!

Como fazer UTI para orquídeas?

Antes de você fazer a UTI para orquídeas você precisa retirar partes muito danificadas da sua orquídea, como:

  • Folhas queimadas;
  • Folhas e pseudobulbos com partes moles e com manchas;
  • Raízes apodrecidas.

Para a poda use sempre material esterilizado.

A UTI consiste em deixar sua orquídea, já com a partes doentes eliminadas, dentro de um recipiente de plástico transparente, como uma garrafa pet, por exemplo.

A garrafa pode ser de 2 ou de 5 litros, dependendo do tamanho de sua orquídea.

Você deve cortar a garrafa ao meio e inserir cuidadosamente a orquídea no interior e no fundo da mesma.

como salvar orquídeas que estão morrendo

Porém é necessário forrar o fundo da garrafa com musgo esfagno natural desidratado, que pode ser obtido em qualquer casa de jardinagem ou floricultura.

O musgo esfagno vai servir como uma “cama” dando, portanto, estabilidade e fixando bem a planta no interior da garrafa.

como salvar orquídeas que estão morrendo

Além disso, o musgo esfagno vai manter a umidade interna da UTI, umidade tão importante para o experimento.

No entanto, é fundamental esterilizar o musgo antes de colocá-lo no fundo da garrafa. Veja como fazer:

  • Para isso você vai precisar fervê-lo em uma panela com até dois dedos acima do musgo, para que fique bem imerso;
  • Deixe-o ferver cerca de 5 minutos, depois desligue o fogo. Depois de amornar;
  • Remova o musgo e o Esprema;
  • Ferva 1 litro de água e adicione 5 ml de um fertilizante enraizador, pode ser da Forth;
  • Coloque o musgo já espremido e esterilizado nessa solução por alguns minutos.

Montando a UTI para orquídeas:

  • Forre o fundo da garrafa com o musgo devidamente espremido, de maneira que ele esteja umedecido, porém não encharcado para não alagar o fundo da garrafa transparente.
  • Coloque sua orquídea bem acomodada sobre o musgo com as raízes em contato com ele.
  • Encaixe as partes da garrafa e vede a região com fita adesiva transparente para que o ar de fora não contamine o interior da UTI ao longo do experimento.
  • Coloque a UTI num local bem ventilado e iluminado. Isso é importante porque se no calor, sua orquídea pode literalmente cozinhar. Já se ficar na sombra, pode ficar com fungos.

Conclusão

Sem dúvida alguma é sempre melhor manter as orquídeas saudáveis do que precisar salvá-las.

Ver sua plantinha doente e depois ficar desesperada tentando saber como salvar orquídeas que estão morrendo é realmente angustiante.

No entanto, neste artigo você aprendeu 3 dicas que funcionam de verdade para salvar orquídeas.

A primeira é fórmula antiga do “é melhor prevenir do que remediar” e consiste em saber cuidar corretamente da sua orquídea.

E para isso você precisa ficar atenta a:

  • Rega;
  • Adubos;
  • Vasos ideais;
  • Etc.

A segunda dica que te dei foi sobre o uso do Xaxim de palmeira que é um ótimo substrato para orquídeas.

A terceira dica é a mais drástica, que é usada quando a orquídea já está bastante debilitada, que é a UTI para orquídeas.

Essa técnica é capaz de recuperar 70% de orquídeas que passam por esse processo.

Eu também fiz um vídeo sobre como salvar orquídeas que estão morrendo lá no meu Canal no Youtube 👇

Aproveita Se Inscreva e Compartilhe o Vídeo com as Amigas!

Espero que você tenha gostado do artigo. Caso tenha ficado com alguma dúvida, envie nos comentários para nós.

Pode mandar suas dúvidas e fotos das suas orquídeas para o Instagram do Manual de Orquídea, Clique Aqui para seguir a gente por lá!

Se gostou do post, compartilhe com os amigos nas redes sociais. Para isso basta clicar nos botões aqui abaixo. 👇

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!