Costela-de-Adão: 5 dicas práticas de cultivo e tipos mais comuns no Brasil

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

A Costela-de-Adão é uma planta de folhagem verde escura e exuberante muito usada na decoração de interiores e paisagismo de jardins no Brasil.

Mas, a verdade é que essa verdinha tem origem mexicana e por isso ela se desenvolve bem em climas quentes e úmidos presentes na América do Sul.

Com mais de 60 espécies catalogadas, essa é uma das plantas queridinhas dos cultivadores iniciantes por ser de fácil manutenção e por possuir uma beleza inigualável.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Então, vem conferir essas dicas incríveis de cultivo da Costela-de-Adão  presentes no artigo do Manual de Orquídea de hoje e aprenda a cuidar de vez dessa planta cheia de vida e estilo!

4 Dicas de cultivo  simples e práticas

Apesar de esta ser uma planta considerada de fácil manutenção, é preciso que você siga algumas dicas simples que irão fazer toda a diferença para o desenvolvimento saudável da sua plantinha.

Faça um sistema de escoamento da água no solo

Esta é uma planta que necessita de solo bem drenado. Por isso, no fundo do vaso coloque pedras britas ou argila expandida para ajudar no escoamento da água.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Cuidado com o excesso de água

Apesar da Costela-de-Adão ser uma planta que gosta bastante de água, é preciso verificar a real necessidade da rega, pois o excesso de água poderá levar ao apodrecimento de suas raízes.

Sendo assim, adote as seguintes regras:

  1. Em dias mais quentes regue-a duas vezes por semana, mas apenas quando o solo estiver seco;
  2. No inverno, diminua a frequência para uma vez por semana ou até mesmo para regas quinzenais.

Para não errar sempre verifique se o solo está seco para só depois proceder com a rega!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Nada de sol pleno

Embora a Costela-de-Adão goste bastante de luz, essa é uma espécie que não gosta da exposição direta à luz solar.

Então, caso a planta seja cultivada na área externa, se certifique que o local em que ela está localizada não recebe luz solar por períodos muito longos, nem nas horas de maior incidência, pois isso causará o amarelamento de suas folhas.

Resumindo, esta é uma planta de meia-sombra! Por isso, ela é muito utilizada na decoração de interiores, principalmente no estilo Urban Jungle!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

A adubação perfeita

A adubação é bem simples e você poderá mantê-la saudável com um NPK 10-10-10 bimestralmente. Ou ainda, poderá utilizar um adubo orgânico como a farinha de ossos na mesma frequência!

Limpe as folhas periodicamente

Uma outra dica importante é regularmente fazer a limpeza das folhas da sua planta para evitar que a mesma fique com os poros entupidos.

Além disso, essa é uma maneira de deixá-la sempre bonita e com as folhas brilhantes e radiantes.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Inclusive, você pode borrifar água nas folhas para que a limpeza seja mais profunda.

Forneça um suporte para crescimento da sua plantinha

A Costela-de-Adão se trata de uma planta trepadeira, por isso é preciso fornecer a ela uma estaca de suporte para auxiliá-la em seu crescimento!

Tipos mais comuns de Costela-de-Adão no Brasil

Essa linda plantinha é pertencente ao gênero Monstera, dentro do qual estão incluídas mais de 60 espécies diferentes dessa verdinha! Conheça as mais comuns aqui no Brasil na listagem a seguir.

1. Monstera Dubia

2. Monstera Adansonii

3. Monstera Acuminata

4. Monstera Obliqua

5. Monstera Deliciosa

Leia Mais: Alocasia: aprenda como cuidar da planta que “chora” e a usá-la na decoração da sua casa

Conheça a mente criativa por trás do Blog Manual de Orquídea: Rafaela Lucena. Além de sua dedicação como editora, Rafaela é uma talentosa jardineira, habilidosa decoradora e uma redatora apaixonada por explorar os vastos horizontes dos blogs. Sua paixão e expertise se refletem em cada artigo e projeto que compartilha. Para contatá-la, envie um email para: rafaeladelucena@gmail.com.