Dipladênia: como cuidar + 8 dicas para decoração do seu jardim

Tempo de leitura: 3 minutos

A dipladênia é uma planta trepadeira muito utilizada na decoração de jardins e de interiores.

Isso porque a delicadeza e coloração de suas belas flores enfeitam a sua linda e brilhante folhagem verde escura.

Além disso, por ser uma planta de pequeno porte é ideal para se utilizar na decoração de pequenos espaços externos, como um jardins verticais, por exemplo.

Aprenda agora algumas dicas simples, porém essenciais para que a sua dipladênia cresça forte e floresça praticamente todo o ano!

Curiosidades sobre a Dipladênia

O nome científico da Dipladênia é Mandevilla splendens e esta é nativa do nosso querido e amado Brasil.

A linda plantinha possui diversas tonalidades de cores encantadoras, dentre elas:

  • Rosa claro;
  • Rosa-choque
  • Vermelha;
  • Amarela e
  • Branca.

Além disso, a beleza dessas lindas flores vem acompanhada de um delicado perfume.

Mas, é preciso destacar que a sua seiva é tóxica! Portanto, cultive a sua dipladênia longe do alcance das crianças e animais de estimação.

Dipladênia como cuidar?

Para cultivar a sua dipladênia é preciso garantir que o solo seja drenável e bem fértil.

Então, para isso você poderá montar um substrato com areia, folhas já em decomposição e fibra de coco.

A fibra de coco vai ser importante para segurar um pouco da umidade, que é importante para o bom desenvolvimento do corpo vegetativo da sua plantinha.

Dipladênia gosta de sol ou sombra?

Esta lindeza adora um ambiente iluminado. Então, disponha seu vasinho ou a plante em um canteiro que receba bastante luz solar.

De preferência ela deve ser cultivada em um ambiente de sol pleno.

Mas, em meia sombra ela também pode crescer bem. Entretanto, neste caso você deverá caprichar na luminosidade!

Rega

A rega deve ser frequente, pois a dipladênia é uma planta que gosta de umidade. Mas, só a regue quando o substrato estiver seco. Faça uma rega abundante e deixe o substrato secar por ceda de 2 dias no verão.

Porém, no inverno espace mais o tempo, pois o excesso de água poderá causar o apodrecimento de suas raízes.

Temperatura

Garanta à sua plantinha a temperatura de ao menos 20°C.

Além disso, é importante ressaltar que quando cultivadas na área externa, temperaturas abaixo de 10°C não são suportadas pela dipladênia.

Adubação

Faça ao menos uma adubação trimestral com NPK 04-14-08 aliada à farinha de ossos para crescimento e floração.

Floração

Para que sua planta floresça o ano inteiro capriche na adução. Basta seguir a rotina trimestral de adubação citada no tópico acima.

Mudas

Além disso, você poderá propagar facilmente a sua plantinha através do plantio de pequenas estacas.

Se atente para deixar a sua mudinha em ambiente de sombra nas primeiras semaninhas após o seu plantio.

8 Dicas usar a Dipladênia na decoração

1) Elas ficam lindas quando cultivadas próximas à paredes, como essa que está usando uma treliça para apoiar o seu crescimento

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

2) Mas também é possível cultivá-las em vasos e utilizar-se desta ser uma trepadeira para decorar a sua área externa.

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

3) Suas cores delicadas podem trazer romantismo e delicadeza à sua área externa.

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

4) Ou trazer alegria e mais cor ao seu jardim, no caso das rosa-choques.

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

5) Já, as vermelhas podem trazer sofisticação e ousadia mesmo em jardins simples.

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

6) As amarelas são as preferidas dos cultivadores para alegrar o ambiente. Afinal, como essa cor pode passar despercebida?

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

7) Dê forma à sua plantinha através de estacas.

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

8) Uma parede decorada por dipladênias tem um charme especial. Use a ideia para renovar o seu jardim.

dipladenia
Foto: Reprodução/Pinterest

Curtiu aprender as dicas de cultivo da Dipladênia que o Manual de Orquídea te apresentou? Então, compartilhe-a com seus amigos nas suas redes sociais favoritas.

Leia Mais: Espada de São Jorge: como cultivar a planta que protege do Mau Olhado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *