orquídea borboleta

A partir de agora, você vai aprender como cuidar de orquídea borboleta com 10 dicas práticas e sem complicações. Basta você copiar essas dicas que eu vou te dar!

A orquídea do gênero Phalaenopsis é popularmente conhecida como orquídea borboleta.

Essa orquídea apresenta cerca de 70 espécies e podem ser encontradas em vários lugares do mundo como:

  • Austrália
  • Índia
  • Filipinas
  • Nova Guiné

Detalhe importante é que são todos países de clima quente e úmido. Por essa razão, essa orquídea também se adapta muito bem, no Brasil.

Isso porque o nosso país também possui um clima quente e úmido, ideal para o cultivo dessa orquídea.

Vem Comigo! Olha o que você vai aprender nesse Artigo!

Orquídea Borboleta: Características

orquídea borboleta

As características das orquídeas Phalaenopsis podem variar de acordo com o hábito de vida dessas plantas. Por isso, as orquídeas desse gênero podem ser:

  • Epífitas – Podem viver sobre árvores;
  • Litófitas – Algumas espécies podem se fixar sobre rochas.

O nome Phalaenopsis vem do grego phálaina, que significa “mariposa” e opsis, que significa “parecido”, isso porque essas orquídeas lembram mariposas ou borboletas.

Existem 2 tipos de orquídeas Phalaenopsis:

  • Padrão – Pode atingir cerca de 1 metro
  • Miniatura – Pode chegar a 30 cm

Normalmente, essas orquídeas são encontradas na natureza sobre árvores em local bastante sombreado e úmido.

Elas não apresentam pseudobulbo, que é uma região mais alargada do caule, que tem a função de reter água.

Então na montagem do substrato é importante colocar o musgo esfagno (sphagnum). Não se preocupe eu vou falar sobre substratos daqui a pouco.

A orquídea Phalaenopsis pode florescer até 3 vezes por ano,  o que faz dessa orquídea uma das favoritas das pessoas pelo mundo afora. E não é só por isso!

As folhas são largas, brilhosas e as pétalas são arredondadas. Todas essas características encantam os cultivadores.

Orquídea Borboleta Como Cuidar

orquídea borboleta

A orquídea borboleta é a mais fácil de cultivar entre todas as orquídeas que existem. E ela é muito popular aqui no Brasil.

Se você é um cultivador iniciante, eu aconselho começar por essa orquídea. Ao Cuidar de Orquídeas Phalaenopsis você vai ganhar uma ótima experiência na prática.

Depois que “melhorar a mão” você vai poder se aventurar no cultivo de outras espécies de orquídeas.

Agora veja 8 condições que Você precisa ter Atenção para cuidar dessa orquídea de um jeito fácil:

  • Elas gostam de clima quente e úmido
  • Luz indireta e local sombreado
  • Regue sempre que o substrato estiver seco
  • Adube com NPK 20-20-20
  • Plante em árvores ou em vasos de plástico
  • Fornecer boa ventilação ao substrato, isso é bom para as raízes
  • Forneça também uma boa drenagem
  • As folhas não devem ser borrifadas, isso favorece o acúmulo de água na base das folhas, o que pode facilitar o aparecimento de fungos, que causam doenças.

Veja agora 10 Dicas Práticas para Você saber Cuidar de Orquídeas Phalaenopsis de um Jeito Simples e Fácil! Vem comigo!

1. Temperatura

orquídea borboleta

A temperatura é um dos fatores ambientais mais importantes quando o assunto é o cultivo de orquídeas.

E uma das razões para a orquídea phalaenopsis ser considerada de fácil cultivo é porque ela gosta de um clima quente e úmido, se adaptando bem ao clima tropical do nosso País.

Mais outra coisa importante que você precisa saber é que essas orquídeas suportam uma variação de temperatura entre 15ºC e 35ºC.

Evite, durante a noite, uma temperatura mais baixa que 15ºC. A menos que, você queria fazê-la florescer.

Aí você pode deixá-la exposta a uma temperatura abaixo de 15 Graus Celsius, isso vai estimular o aparecimento de flores.

Leia Mais: Orquídea Tigre: Como Cultivar, Curiosidades e Fotos [2021]

2. Quantidade de Luz

quantidade de luz

Para você aprender direitinho como cuidar de orquídeas Phalaenopsis, você precisa ficar atento com a quantidade de luz.

Normalmente as orquídeas desse gênero se encontram na natureza em locais sombreados. Então elas não necessitam de muita luz.

Você pode fornecer uma iluminação média. Lembre-se do teste da mão, para saber qual é a quantidade de luz que sua Phalaenopsis está recebendo.

medindo a luz com a mão orquídea

Atenção: Uma dica para saber se a sua orquídea está recebendo a quantidade correta de luminosidade é você observar a coloração das folhas, elas dizem muito! Veja:

  • Se as folhas apresentarem uma coloração mais escuro que o normal é sinal de que a sua orquídea está recebendo pouca luz solar;
  • Já se as folhas mostrar uma coloração mais amarelada quer dizer que a sua orquídea está recebendo muita luminosidade.

As duas situações são prejudiciais a sua orquídea. Então cuide para que sua orquídea phalaenopsis seja exposta sempre a uma iluminação média.

E através do teste da mão, você terá uma boa noção sobre a quantidade de luz que a sua orquídea está recebendo.

Dito isso, vamos ver agora a quantidade de umidade ideal para a orquídea borboleta.

3. Umidade Ideal para a Orquídea Phalaenopsis

umidade ideal

Até aqui, você já aprendeu que a orquídea phalaenopsis gosta de clima quente e úmido. Mas é necessário ter cuidado para não exagerar na umidade.

Umidade em excesso pode favorecer o surgimento de algumas pragas, como fungos e bactérias.

A podridão negra é muito comum em orquídeas com substrato úmido. A Podridão negra é uma doença causada por uma espécie de fungo, o Pythium ultimum, que provoca prejuízos às raízes das orquídeas.

Por isso é importante você verificar a umidade do substrato antes de regar. Falando em Regar vamos ver agora como molhar a orquídea phalaenopsis corretamente.

Leia nosso Artigo: Orquídea Chocolate Como Cuidar: 9 Top Dicas

4. Como Regar Corretamente sua Orquídea Borboleta

como regar corretamente sua orquídea borboleta

Agora eu vou te mostrar como regar corretamente sua orquídea borboleta. A rega é uma etapa fundamental para qualquer planta, incluindo as orquídeas.

Quando você molha uma orquídea ela consegue realizar com mais facilidade a fotossíntese.

A fotossíntese  é um processo pelo qual as plantas conseguem capturar a energia do sol para sobreviver.

Mas a quantidade de vezes que você rega pode variar dependendo do clima da região onde você mora.

Por exemplo, se você mora em local mais quente, você deve regar sua orquídea mais vezes, sempre que você notar que o substrato está seco.

E, é claro, se você mora em um local mais frio, você deve molhar sua orquídea menos vezes.

Leandro, mas como vou saber quando regar minha orquídea?

É fácil! Olha como Você deve fazer! 7 passos simples

  • Primeiro você deve verificar a umidade do substrato antes de regar: Isso pode ser feito com o seu dedo. Afunde-o cerca de 2cm no substrato para observar se este ainda está úmido, se estiver seco, pode regar!
  • Você também pode observar a cor das raízes da sua phalaneopsis: Se a cor das raízes da sua orquídea borboleta estiver um pouco prateada ou acinzentada é sinal de que o substrato está seco e o momento de molhar sua orquídea chegou!
  • Molhe bem sua orquídea, até que a água saia pelo fundo do vaso
  • Atenção: Regue no período da manhã. Dessa forma, o excesso de água nas raízes vai sair e as folhas vão secar antes de chegar a noite;
  • Verifique se não ficou água acumulada na base das folhas ou no centro das flores;
  • O acúmulo de água pode facilitar o aparecimento de fungos;
  • Tente usar água fresca e limpa.

5. Substratos para Orquídea Borboleta

Como cuidar de orquídeas phalaenopsis

Todas as orquídeas precisam de um local para se fixar, necessitam de um substrato. Independente do hábito de vida da espécie de orquídea que você tem.

Então se você deseja aprender direitinho como cuidar de orquídeas Phalaenopsis, você precisa prestar atenção nos tipos de substratos ideais para ela.

Orquideas phalaenopsis (borboleta) normalmente, são encontradas na natureza sobre árvores. Então se você deseja cultivar essas orquídeas em vasos ( e o ideal é o vaso plástico transparente) é importante que você forneça os substratos corretos.

Substratos que possam simular o ambiente natural que a orquídea phalaenopsis gostaria de estar vivendo, que seriam árvores.

Aqui separei os 7 melhores Substratos para orquídea phalaenopsis:

  • Casca de Pinus;
  • Fibra de coco;
  • Casca de Sequoia;
  • Carvão Vegetal;
  • Tronco de árvore (Aqui seria o recomendável porque na natureza essas orquídeas se encontram sobre árvores, então isso simula o ambiente natural delas);
  • Musgo Sphagnum (Importante porque ajuda a reter a umidade);
  • Aliflor.

Você pode usar mais de um desses substratos juntos. Por exemplo:

  • Casca de Pinus: Serve para a orquídea se fixar, simula bem o tronco de árvore e permite uma boa circulação de ar entre as raízes.
  • Aliflor(pedaços de argila): Coloque no fundo do vaso plástico transparente para oferecer uma boa drenagem para sua planta.
  • Musgo Sphagnum: Você pode colocar esse musgo na parte mais acima, para reter a umidade.

Atenção: É importante Você limpar o substrato antes de usá-lo na sua phalaenopsis. A Limpeza é fundamental para evitar passar doenças (causadas por fungos e bactérias) para sua orquídea borboleta.

 Então veja em 3 passos como fazer a limpeza:

  • Verifique se tem algum inseto no substrato;
  • Ferva o substrato por 10 minutos para esterilizá-lo ou coloque-o em água sanitária por cerca de 30 minutos;
  • Agora lave o substrato para retirar o excesso de água sanitária. Pronto!

OBS: Você precisa trocar o substrato da sua orquídea! Substrato velho permite a proliferação de fungos e bactérias!

E Você não vai querer a sua orquídea doente, devido a um erro bobo como esse, não é mesmo?!

O substrato da orquídea phalaenopsis deve ser trocado 1 vez a cada 2 anos. Se o substrato mostrar sinais de contaminação por fungos ou estiver com pragas, troque-o antes desse tempo.

6. Adubos

Como cuidar de orquídeas phalaenopsis

Você pode adubar a sua orquídea Phalaenopsis com adubos inorgânicos e orgânicos.

Os adubos inorgânicos são 13 elementos químicos que a sua orquídea necessita como magnésio, fósforo, potássio, cálcio, nitrogênio, enxofre e por aí vai.

Vamos direto ao ponto! Os 3 adubos inorgânicos mais importantes são: Nitrogênio, Fósforo e Potássio. O Famoso NPK.

Leia Mais: Cochonilhas em Orquídeas: Prevenção e Combate

Veja os benefícios do uso de NPK na sua orquídea:

  • Nitrogênio (N): Ajuda a formar as proteínas, permitindo que a sua orquídea cresça e floresça de forma saudável.
  • Fósforo (P): É importante porque fornece energia para a orquídea, ajudando no crescimento das raízes, floração e produção de sementes.
  • Potássio (K): Também é muito importante para o crescimento das raízes.

Aqui eu separei a forma como você deve aplicar o NPK:

  • Se a sua orquídea não estiver na floração:aplique o NPK nas concentrações 20-20-20.
  • Durante a floração: você deve adubar 1 vez na semana com NPK 10-30-20. Nesse período a sua phalaenopsis precisará mais de fósforo e potássio.

O uso de adubos orgânicos é uma boa saída se você quiser economizar e o efeito é muito bom também!

Eu separei 4 tipos de adubos orgânicos para você usar no cultivo da sua orquídea phalaenopsis:

  • Farinha de osso;
  • Torta de mamona;
  • Cinza vegetal;
  • Esterco de aves.

Atenção: Cuidado com o excesso de adubação. Existem alguns sinais que a sua orquídea pode apresentar, se isso tiver acontecendo. Veja:

  • Folhas queimadas: a orquídea pode apresentar um aspecto amarelado ou de folhas queimadas, mas isso também pode acontecer por excesso de exposição ao sol.
  • Excesso de sal no vaso;
  • Raízes queimadas ou apodrecidas:

7. Tipos de Vasos

Como cuidar de orquídeas phalaenopsis

Na natureza, a orquídea borboleta gosta de viver sobre galhos de árvores, mas você pode cultivar sua Phalaenopsis em vasos.

O vaso ideal para essa orquídea é o vaso plástico transparente. Esse tipo de vaso é bom para orquídea phalaenopsis por 3 motivos:

  • Facilita a entrada de sol, que atinge as raízes, permitindo a realização da fotossíntese por elas;
  • Permite a visualização do aspecto das raízes e substrato. Isso é importante para você saber o estado de saúde de sua orquídea;
  • Ajuda a identificar o momento certo para a Rega. Facilita a observação do substrato e assim, você pode ver se ele aparenta ainda estar úmido ou não.

Vasos de barro ou cachepot também podem funcionar, desde que tenha aberturas que permitam a circulação de ar entre as raízes.

O ideal é você fixar a sua orquídea phalaenopsis em um tronco de árvore. Mas caso prefira vaso, eu aconselho o uso de vasos plásticos pelos motivos que eu acabei de citar aqui.

Importante: se for plantar sua orquídea borboleta em um vaso, não use um vaso grande, sua orquídea não pode ficar “sambando” no interior do vaso.

O vaso tem que ficar um pouco apertado para sua orquídea, isso é bom para ela. A orquídea borboleta precisa ficar bem presa, para que as raízes fiquem firmes.  Isso vai ajudar no crescimento saudável da sua planta.

8. Onde plantar Orquídea Borboleta?

Como cuidar de orquídeas phalaenopsis

As pessoas querem aprender como cuidar de orquídeas phalaenopsis, porém não prestam atenção em um fato importante: as orquídeas Phalaenopsis não devem ser plantadas diretamente na terra.

Isso porque ela é uma orquídea de hábito epífito, que gosta de viver sobre árvores. É assim que elas são encontradas no meio ambiente.

Como já citei, o ideal é você plantar sua orquídea borboleta em um tronco de árvore ou em um vaso plástico transparente.

Além de escolher entre vaso plástico ou tronco de árvore, você deve ser preocupar com o local em que você está colocando a sua orquídea.

Vale lembrar, que as orquídeas phalaenopsis gostam de viver em lugar sombreado, onde ela possa receber uma iluminação indireta.

Aqui separei 3 dicas para você acomodar bem a sua phalaenopsis:

  • Então ser você decidir colocar sua orquídea em uma árvore, cuide para que a sua planta esteja bem protegida do sol.
  • Mas se por outro lado, você escolher plantá-la em um vaso plástico, tente colocar a sua phalaenopsis em um lugar específico da casa onde tenha uma boa circulação de ar.
  • Evite trocar sua orquídea de lugar toda hora, a phalaenopsis não gosta disso porque ela demora a se adaptar a um novo ambiente.

A orquídea borboleta pode mostrar alguns sinais de que não está se adaptando muito bem ao local onde você a colocou.

Leia Mais: Como Plantar Orquídeas em Garrafa Pet [Passo a Passo]

Então preste atenção nesses sinais:

  • Desidratação: se ela não estiver bem adaptada a um determinado local, ela pode ficar um pouco murcha, sinal de desidratação.
  • Raízes param de crescer: isso prejudica o crescimento saudável da planta.
  • Perda de folhas: essa é uma estratégia da orquídea para diminuir o seu gasto de energia, caso ela não esteja em um local adequado para ela.

9. Como replantar Orquídea Borboleta?

Como cuidar de orquídeas phalaenopsis

O momento certo para você realizar o replantio é quando a orquídea exibir raízes muito grandes para caber no vaso. Isso acontece uma vez a cada 1 ou 2 anos.

O replantio deverá acontecer antes desse tempo, quando:

  • O Substrato apresentar sinais de decomposição
  • Perda de drenagem pelo substrato

Um substrato muito fino ou decomposto impede que as raízes se fixem corretamente. Além disso, pode atrair fungos e bactérias, que causam doenças graves em orquídeas.

Dica: momento ideal para replantar sua orquídea phalaenopsis é depois de 2 semanas após a floração.

Eu vou deixar aqui um vídeo muito legal da Orquidófila Vanessa, que explica direitinho como replantar corretamente orquídeas phalaenopsis.

10. Keikis

Como cuidar de orquídeas phalaenopsis

Keiki é uma palavra havaiana que significa “bebê”. É quando a sua orquídea produz novas mudas, literalmente novas plantas a partir de uma anterior.

Essa nova muda ou keiki é uma haste com raízes.

A nova muda ou orquídea “bebê” é geneticamente igual à orquídea mãe. Isso porque essas novas mudas ou keikis surgem através da reprodução assexuada, ou seja, não são originadas por polinização.

Resumindo, você pode ter novas orquídeas phalaenopsis de graça! A partir da sua orquídea phalaenopsis mãe. Que ótimo né?!

Importante: você pode estimular a produção de keikis na sua orquídea borboleta simplesmente deixando ela em um ambiente úmido e com pouca luz.

Mas, Leandro? Como faço para plantar as novas mudas (keikis) que surgiram?

É fácil. Eu separei aqui 3 passos práticos:

  • Primeiro você deve cortar o keiki que surgiu com tesoura esterilizada
  • Prepare o novo vaso com os substratos ideais para orquídea phalaenopsis (eu já disse quais são aqui nesse artigo)
  • Fixe a muda no vaso: você pode colocar uma estaca de bambu e um arame para plantas, isso é importante para segurar a sua orquídea recém plantada, para dar tempo das raízes crescerem e se ficarem estáveis.

Leia Mais: Manual de Como Cuidar de Orquídeas Original [Método Revelado]

Conclusão

Agora que te mostrei como cuidar de orquídeas phalaenopsis, a famosa orquídea borboleta.

Espero que você aproveite tudo que aprendeu aqui e tenha orquídea borboletas maravilhosas!

Quero aproveitar e te convidar para Seguir o Manual de Orquídea no Instagram. Para isso, Clique Aqui.

Se esse artigo ajudou você… você pode compartilhar ele nas suas Redes Sociais para que esse texto ajude mais pessoas.

Basta Clicar nos Botões Aqui Abaixo.👇

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!