Orquídea Tigre: Como Cultivar, Curiosidades e Fotos

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Você conhece a Orquídea Tigre? Neste artigo eu vou te mostrar, curiosidades, dicas de cultivo e fotos incríveis dessa orquídea.

Essa maravilhosa orquídea é também popularmente conhecida como “orquídea gigante”.

Isso porque de acordo com o Guinness Book a orquídea tigre é considerada a maior do mundo!

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Para você ter uma ideia, ela pode apresentar:

  • Cerca de 7 metros de altura;
  • Dezenas de hastes florais;
  • Milhares de flores;
  • Pesar toneladas.

O nome científico da orquídea tigre é Grammatophyllum speciousum e orquídea é de origem asiática.

Porém, pode ser muito bem cultivada aqui no Brasil, basta você saber as estratégias corretas para cuidar corretamente desta linda orquídea.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

E neste artigo, vou mostrar a você muita coisa sobrea a orquídea tigre! Além de estratégias de cultivo, vou mostrar

  • Curiosidades;
  • Características;
  • Hábito de vida;
  • Fotos belíssimas.

Vem Comigo!

Orquídea Tigre: Origem e Hábito de Vida

Como mencionei aqui, a orquídea tigre é de origem asiática, sendo encontrada principalmente:

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
  • Nova Guiné;
  • Indonésia;
  • Malásia;
  • Filipinas.

Essa orquídea normalmente é vista crescendo nas bifurcações de galhos em áreas abertas de florestas.

Também podem se desenvolver em beira de rios, lagoas até em praias.

A Grammatophyllum speciousum pode ser epífita ou terrestre. Ela é comumente cultivada como terrestre.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Isso porque essa planta pode atingir um enorme tamanho e acomodá-la sobre galhos em estufas acaba ficando inviável.

Orquídea Tigre: Curiosidades e Características

A Grammatophyllum speciousum, é famosa pelo seu tamanho, por isso é conhecida também como “orquídea gigante”.

Um fato curioso aconteceu durante uma exposição em Londres na década de 50.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Quando um orquidófilo precisou de um guindaste para transportar sua orquídea tigre.

Ela tinha proporções gigantescas:

  • 2 toneladas;
  • 60 hastes florais;
  • 1.500 flores.

Isso não é um fato isolado. A orquídea tigre tem realmente tamanho colossal!

É comum você encontrar uma Grammatophyllum speciousum com cerca de 3 metros de altura por aí.

Além disso, os pseudobulbos, são cilíndricos e podem atingir tranquilamente 2 metros de comprimento.

As folhas também são enormes em formatos de lança, conhecidas como folhas lanceoladas.

As folhas podem crescer bastante e formar touceiras enormes. As flores podem atingir de 5 a 10 cm.

Como Cuidar da Orquídea Tigre

Se você ficou com vontade de ter uma Grammatophyllum speciousum e precisa de dicas de cultivo, saiba que você está no lugar certo.

OBS.: o cultivo dessa orquídea em ambientes internos é inviável devido ao seu tamanho.

Porém é inteiramente possível cultivar essa linda orquídea no seu quintal com essas 5 dicas que eu vou te dar!

1 – Iluminação:

A iluminação ideal para a orquídea tigre é parecida com a da Cattleya.

Forneça uma luz de 50% para sua orquídea Grammatophyllum speciousum.

Ela gosta de luz, porém como a maioria das orquídeas, precisa ser uma luz filtrada.

2 – Temperatura e ventilação

A orquídea tigre não gosta de frio, essa orquídea prefere calor. Portanto, se você vive em uma região mais fria como na região sul do Brasil.

Tente adaptar para sua orquídea tigre. Tente oferecer uma temperatura moderada.

A Grammatophyllum speciousum até suporta o frio, no entanto ela pode apresentar manchas pretas nas pontas das folhas.

Se isso acontecer! Já sabe o motivo! Fique tranquila ou tranquilo e tente oferecer mais calor para sua orquídea tigre.

3 – Rega e umidade

Você só deve regar sua orquídea tigre quando o substrato da mesma estiver quase seco.

Você pode descobrir se o substrato está seco ou úmido através do teste do dedo ou do palito.

Veja como funciona o teste do dedo aqui neste artigo sobre Dendrobium nobile.

O segredo para regar corretamente sua Grammatophyllum speciousum é não encharcar o substrato da mesma.

Lembre-se que a orquídea tigre gosta de umidade, porém não exagere!

4 – Adubos

É preciso ter cuidado na hora de adubar a Grammatophyllum speciousum. Isso porque as raízes dessa orquídea emergem do substrato.

A raiz emerge para absorver a umidade presente no ar e simplesmente colocar adubos diretamente no substrato, pode ser perigoso para a orquídea.

Isso porque ao emergir, a raiz pode se queimar ao entrar em contato com os adubos, principalmente adubação química.

Então, o recomendado é preparar um sachê com adubação orgânica caseira no cantinho do vaso.

Assim as raízes vão absorver naturalmente, sem risco para a planta.

A adubação pode ser química ou orgânica, desde que seja feita com muito cuidado para não entrar em contato direto com as raízes da sua orquídea tigre.

Eu vou deixar aqui um vídeo bem legal, com dicas extras de cultivo, para você assistir depois que terminar de ler este artigo.👇

5 – Substratos

A orquídea tigre pode ser cultivada como epífita ou terrestre. É recomendável que seja com a seguinte mistura de substrato:

  • Areia grossa;
  • Casca de pinus;
  • Carvão vegetal;
  • Folhas;
  • Pedras ou telhas para drenagem.

Essa mistura vai simular o ambiente ideal para esta orquídea que é a serapilheira.

Serapilheira é o chão das florestas, a camada mais superficial que compõem o solo da mata.

E neste material que a orquídea tigre gosta de viver, então você precisa fornecer as condições mais próximas da realidade.

As condições ideais que a orquídea encontra quando é encontrada na natureza.

Conclusão

Neste artigo você conheceu a orquídea tigre, a maior orquídea do mundo e por isso, também chamada de “orquídea gigante”.

Falei um pouco de algumas características morfológicas, estratégias de cultivo e curiosidades bem legais sobre essa orquídea exótica.

Agora quero te convidar a Seguir o Manual de Orquídea no Instagram. Para isso, Clique Aqui.

Espero que você tenha gostado do artigo. Se gostou, compartilhe com seus amigos e amigas nas redes sociais.

Basta clicar nos botões aqui abaixo. 👇

Até o próximo post,

Leandro.

Rafaela Lucena é Editora do Blog Manual de Orquídea, jardineira, decoradora e redatora apaixonada por Blogs! Email: rafaeladelucena@gmail.com