Principais cuidados pós-operatório em cães e gatos: Aprenda mais sobre o assunto

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Os tutores de pet que amam seus bichinhos sabem como é preocupante o processo pós-operatório em cães e gatos.  Além do carinho, atenção, cuidados com higiene, alimentação, acessórios e até roupinhas próprias para animais, temos ainda durante a vida de nossos amiguinhos a necessidade cirúrgica. 

Foto: Reprodução

Além disso, essas cirurgias podem ser opcionais, sendo o caso da castração que pode reduzir a probabilidade do aparecimento de doenças, ou não opcionais que podem ser causadas por algum mal diagnosticado ou necessidade maior.

Contudo, ter um bichinho de estimação é sinônimo de amor, portanto eles se tornam uma preocupação benéfica na vida do dono, igual a um filho de quatro patas.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Em meio aos animais domésticos, os cães e gatos são os animais mais comuns no convívio em família. Além disso, eles mostram o significado de amizade, lealdade e não medem esforços para estar e agradar o seu tão amado tutor.

Portanto, para o dono de pet ver seu melhor amigo com saúde e sendo bem tratado, é tudo de mais desejado. Porém, infelizmente não temos como evitar que algumas doenças os afetem.

Além disso, cães e gatos são esteticamente diferentes, mas os cuidados são basicamente iguais quando falamos de pós-operatório. Por esse motivo é muito importante lembrar que devemos manter atenção  redobrada e que qualquer alteração nos pontos da cirurgia, como inchaço, sangramento ou até inflamação deve ser informada ao veterinário responsável.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Agora, veja quais são os cuidados simples que fazem toda a diferença na recuperação do seu amado pet.

Foto: Reprodução

Cuidados no pós-operatório de cães e gatos

O Cuidado é a realização de alguns procedimentos após uma cirurgia. Sendo eles ordenados abaixo:

Repouso

Limite as atividades do animalzinho. Permita que seu pet descanse em um local tranquilo e acolhedor. Evite atividades físicas intensas e mantenha-o em repouso adequado.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Foto: Reprodução

Medicamentos

Além disso, administre os medicamentos prescritos pelo veterinário rigorosamente de acordo com as instruções. Isso ajudará a controlar a dor e a prevenir infecções.

Alimentação

Não deixe de seguir as recomendações do veterinário quanto à alimentação do seu pet durante o período pós-operatório. Dietas específicas podem ser necessárias para garantir uma boa recuperação.

Curativos e suturas

Em seguida, verifique regularmente os curativos e suturas, caso tenham sido realizados. Caso note qualquer sinal de inflamação, vermelhidão ou secreção, entre imediatamente em contato com a sua clínica veterinária.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------
Cãozinho usando colar elizabetano. (Foto: Reprodução)

Proteção

O local da cirurgia normalmente precisa ser protegido por algum artefato para não ficar exposto a agentes patogênicos, sujeira e também a lambedura do próprio pet. Além disso, o uso de colar elizabetano, roupa cirúrgica no local, deve ser mantido segundo as orientações do seu médico veterinário.

Felino usando roupinha cirúrgica. (Foto: Reprodução)

Agora, com todos esses cuidados seu pet passará tranquilamente pelo pós-operatório e logo estará correndo e brincando novamente com sua família.

Além disso, lembre-se de pegar o número de seu veterinário de confiança e em caso de qualquer dúvida entrar em contato para que ele dê instruções para auxiliá-lo.

------CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE------

Por fim, esperamos que tenham gostado de nosso artigo e desejamos que seu amiguinho se recupere de forma rápida.

Leia também: Cinomose canina: Perigos e prevenção

Deyvid Manhães é estudante de Sistemas de Informação, formado como técnico em eletrotécnica, apaixonado por tecnologia, pet, entusiasta de culinária e agora redator do Manual de Orquídea. Email: deyvidmanhaes2@gmail.com